Onde encontrar a verdadeira oração São Brás

Uma das mais importantes histórias de São Brás remete no momento em que encaminhava para a sua execução: antes de chegar ao local de seu martírio, uma mulher apareceu desesperada por ajuda, já que seu filho estava morrendo engasgado com uma espinha de peixe em sua garganta.

oração São BrásQuem segue a religião Católica costuma contar com pelo menos um santo de devoção. Os santos que foram em vida pessoas de notória devoção a Deus e a ajudar o próximo e que após um longo processo de beatificação, foram santificados após a morte pela Igreja Católica, com a comprovação de diversos milagres.

No calendário da Igreja Católica, quase todo dia do ano é dedicado em homenagem a um determinado santo, que conforme as funções que exerceu ou aos milagres que realizou, pode ser considerado o padroeiro de alguma profissão ou parte do corpo, como é o caso de São Brás.

Nascido no final do Século III na cidade de Sebaste, na Armênia, São Brás inicialmente, trabalhava como médico, porém, apesar de seus excelentes serviços perante à comunidade, entrou em crise e passou a dedicar-se à evangelização.

O problema é que a região onde vivia sofria com o domínio do Império Romano do Oriente, que não reconhecia o Catolicismo e que perseguia os seguidores da religião. Com São Brás, a situação não foi diferente: chegou a ser preso pelo prefeito de Sebaste, com o objetivo de agradar ao Imperador, já que ele contava com a fama de santidade.

Onde posso encontrar realmente a verdadeira oração São Brás

A verdadeira oração de São Brás pode ser encontrada nos sites das paróquias e entidades ligadas à Igreja Católica em todo o Brasil, como nos links a seguir:

http://www.paroquias.org/oracoes/?o=190

http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/santo/index.php?dia=3&mes=2

As tropas romanas prenderam São Brás, e ao longo de sua prisão, recebeu diversas chantagens para que renunciasse à sua fé cristã, mas, em razão de sua devoção, o santo resolveu renunciar à sua vida, sendo executado pelos romanos no ano de 316.

Prontamente, São Brás, parou, olhou para os céus, orou a Deus e removeu com as mãos o espinho que estava dentro da garganta da criança, curando-a do mal. Devido a esse acontecimento, São Brás tornou-se o padroeiro das doenças da garganta, tendo o seu dia celebrado pela Igreja Católica no dia 03 de fevereiro.

É tradição em diversas cidades da Europa e na América Latina, que as mães levem seus filhos para benzerem a garganta no dia de São Brás, fazendo a oração dirigida ao santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *