Mau hálito causa isolamento social; saiba como evitar

Maioria das pessoas que têm mau hálito não sabem que sofrem do problema

Imagine conhecer aquela pessoa bonita e interessante, mas na hora da conversa descobrir que ela tem mau hálito. Como agir? Segundo a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), a estimativa é que 57 milhões de brasileiros tenham halitose crônica, popularmente chamada de mau hálito, o que representa cerca de 30% da população.

Segundo o presidente da ABHA, Marcos Moura, 90% dos casos têm origem bucal, principalmente devido à cárie, gengivite, periondite e pouca salivação. Ao contrário do que a crença popular difunde há anos, problemas no estômago representam apenas 1% dos casos de halitose. “As pessoas associam o estômago ao mau hálito por causa do arroto, que tem um cheiro característico, mas não há nenhuma relação”, explica.

Os principais afetados são os idosos, mas os jovens também podem sofrer com a halitose e nesta fase da vida o problema pode ser pior, já que o isolamento social e as brincadeiras são mais comuns. Com o mau hálito, a pessoa é segregada na escola e no trabalho, o que pode prejudicar sua produtividade e o contato com as pessoas, o que o torna antissocial.

Muitos pensam que quem tem mau hálito não escova os dentes, o que é incorreto, pois em alguns casos a escovação pode ser feita diversas vezes ao dia, mas não acaba com o odor. Além disso, remédios podem causar a halitose, como antidepressivos e diabéticos, que diminuem a salivação e fazem a boca ficar seca, um dos principais desencadeadores do mau hálito.

Quem faz regime ou tem prisão de ventre também pode ter halitose, já que nesses casos não há produção de saliva. O mesmo ocorre quando estamos com fome ou ao acordar. A alimentação também pode piorar o mau hálito temporariamente, como comer alho, cebola e repolho, mas não pode ser considerada a culpada pelo problema. A principal dica de Moura para evitar e combater é consumir frutas cítricas, pois estimulam a salivação.

A maioria das pessoas que têm halitose não sabe disso, pois estão habituados com o cheiro. “O auto teste não adianta, pois a proximidade entre a boca e o nariz faz você ficar acostumado com o odor”, diz Moura. Por isso, assoprar a mão para sentir o hálito ou lamber o pulso e cheirá-lo depois não vai ajudar no diagnóstico. Portanto, os amigos e familiares são muito importantes nesse momento, além de ser de extrema importância a ida ao dentista para indicar o tratamento adequado.

No dia 22 de setembro é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Mau Hálito e nesta data a ABHA aproveita para informar à população sobre as causas, como evitar a halitose e explicar a melhor forma de avisar do mau hálito para a pessoa que sofre do problema. O SOS Mau Hálito foi criado para orientar os amigos e familiares nesta tarefa difícil e considerada indelicada por muitas pessoas. O serviço está disponível no site da associação e permite que o internauta informe os dados da pessoa que tem mau hálito e como deseja que saiba do problema. A ABHA envia uma carta ou e-mail esclarecendo sobre a halitose para o indicado, mas quem informou fica no anonimato.

Segundo Moura, a associação envia em média 30 cartas por mês e nunca recebeu reclamações. “Descobrimos que 99% das pessoas que receberam o texto achavam que deveriam ter sido avisados antes sobre o mau hálito”, comenta. Mesmo com o sucesso, a entidade não tem como distinguir se a pessoa que recebeu a mensagem foi vítima de uma brincadeira de mau gosto ou não.

Confira dicas para descobrir e evitar o mau hálito:

  • Evite ficar muitas horas sem se alimentar;
  • Consuma frutas cítricas e beba cerca de 2,5 litros diariamente;
  • Quem faz uso de remédios que deixam a boca seca deve aumentar o consumo de água;
  • Evite o estresse;
  • Faça a higiene bucal três vezes ao dia;
  • Use antisséptico bucal, fio dental, pasta dental e escova para a higienização;
  • Limpe a língua com escova de dentes ou raspador de língua para retirar a saburra lingual;
  • Olhe a língua diversas vezes no dia para saber se a quantidade de saburra está acima do normal;
  • Se desconfiar que sofre de mau hálito, pergunte em vários horários aos mais próximos se está com o odor;
  • Visite um dentista periodicamente.

4 Comentários


  1. tenho esse poblema,mais tomo remedios para tireóide e p asma percebi que a bombinha causa muito mal alito,o que posso fazer


  2. boa tarde,eu sofro de mais com esse problema,queria saber se tem cura?e o que devo fazer,a respeito desse caso..


  3. Visite noso site Cristiane, vej aum profissional mais próximo de sua região e entrem em contato.
    http://www.abha.org.br
    Obrigado
    Dr Marcos Moura
    Presidente da ABHA


  4. sofro de halitose e passo por cadfa situação constrangedora.
    gostaria de alguma solução eficaz .
    poderiam me enviar , por favor ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *