Depressão Pós-natal: Sintomas e Tratamento

Depressão pós-natal

As mulheres ficam deprimidas e ansiosas no terceiro dia após o parto, coincidindo com o inicio da lactação verdadeira e o aparecimento do reflexo da descida  do leite (o fluxo do leite para o mamilo, quando o bebê começa a sugar). Mostram-se irritadas, chorosas, sujeitas a pesadelos e podem ter até momentos de desespero. Trata-se de depressão pós-parto, uma manifestação que deve ser superada em poucos dias.

Algumas mulheres ficam semanas nesse estado e precisam procurar ajuda médica para supera-la, pois, na verdade, estão vivendo a depressão pós-natal, uma pertubação psicológica forte, uma doença seria. Ela resulta das alterações hormonais que ocorrem com o parto, quando as concentrações altas de hormônios femininos no sangue caem bruscamente, e das alterações súbitas que isso provoca no seu organismo. E do stress social que resulta da nova situação de mãe, principalmente no primeiro nascimento.

A primeira causa é tratada com a administração de hormônios em doses decrescentes e com antidepressivos e tranquilizantes. A segunda, emocional, conversando bastante com seu parceiro e as pessoas que estão à sua volta. A depressão pós-natal deve ser cuidada com seriedade e, sempre que possível com a ajuda de um psiquiatra experiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *