Câncer de pele: Efeitos do sol

O sol é o grande inimigo da pele. Se você quiser manter sua pele jovem, deve evitar expô-la ao sol forte e jamais usar lampadas de bronzear ultravioleta.

Câncer de pele

É certo que uma pele bronzeada é bem atraente, mas não esqueça que pele bronzeada é sinônimo de pele envelhecida. Se quiser mesmo assim uma pele bronzeada, use o bronzeado falso das loções bronzeadoras: será menos bonito, talvez, mas não terá danificado a textura da sua pele.

Sob os efeitos do sol, sua pele envelhece antes do empo, se torna amarelada, manchada e endurecida. Os raios ultravioleta (UV) da luz solar rompem o colágeno,que constitui o esqueleto da pele e é responsável por sua consistência, frescor e maciez. E não apenas isso: atacam o sistema imunológico, destruindo as células de Langerhans , localizadas nas camadas superiores da pele, que funcionam como uma barreira ao ataques externos, inclusive contra o melanoma maligno, o famoso perigoso câncer de pele.

A deterioração do colágeno desencadeada pelo sol não tem cura. Os cremes a base de colágeno nas camadas mais profundas da pele. Nossa arma de defesa contar raios UV são os filtros solares, aquela categoria de protetores solares que conte, benzofenonas e absorvem os raios UV responsáveis, além do melanoma,pela s queimaduras da pele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *